Influência da Expansão Rápida da Maxila nas Vias Aéreas Superiores: uma Revisão de Literatura

Autores

  • Ma. Cecília Sandes Seixas Vieira Unopar, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Odontologia. PR, Brasil.
  • Lucineide Lima dos Santos Unopar. PR, Brasil.
  • Marlos Loiola Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", Programa de Pós-graduaçÃo Stricto Sensu em Ciências Odontológicas. SP, Brasil.
  • Marília Carolina de Araújo Unopar, Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Odontologia. PR, Brasil.
  • Jéssica Rico Bocato Unopar, Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Odontologia. PR, Brasil.
  • Paula Vanessa Pedron Oltramari Unopar, Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Odontologia. PR, Brasil.
  • Thais Maria Freire Fernandes Unopar, Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Odontologia. PR, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.17921/1415-6938.2021v25n3p352-%20356

Resumo

A respiração bucal tem influência direta sobre o crescimento e desenvolvimento da face e, consequentemente, sobre a oclusão dentária. As mudanças no posicionamento da língua e da mandíbula causadas pela respiração bucal geram desequilíbrio das forças, que atuam sobre os ossos da face e afetam o desenvolvimento da maxila, gerando constrição do arco e da cavidade nasal. Diante da fundamental importância desses fatores, este trabalho possui o objetivo de revisar a literatura existente sobre os tratamentos da mordida cruzada (MCP) com expansão rápida da maxila (ERM) e seus efeitos nas vias aéreas. As bases de dados acessadas para a busca foram: PubMed/MEDLINE, Cochrane Library e EMBASE. O tratamento da MCP por atresia da maxila pode ser realizado com alguns tipos de aparelhos removíveis ou fixos. Quando o paciente apresenta uma atresia dento alveolar é indicado que seja tratado com expansão lenta. Caso seja uma atresia esquelética, o tratamento recomendado é com expansão rápida da maxila. Esta pode ser realizada por meio de aparelhos disjuntores fixos dentomucossuportados ou dentosuportados, a exemplo do aparelho tipo Haas e Hyrax, respectivamente. A expansão maxilar pode gerar alterações no volume das vias aéreas. A tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC) tornou possível realizar essa avaliação, por meio da aquisição de imagens de todas as estruturas do complexo maxilofacial em volume. Após esta revisão, percebe-se que a maioria dos estudos apresenta limitações metodológicas, vieses e ausência de grupo controle não tratados com expansão, havendo inconsistência entre os estudos.

 

Palavras-chave: Ortodontia. Mordida Cruzada. Expansão Maxilar.

 

Abstract

Mouth breathing has a direct influence on the face growth and development, and consequently on dental occlusion. Changes in the tongue and jaw positioning caused by mouth breathing generate an imbalance of forces acting on the face bones and affect the jaw development, causing the arch and nasal cavity constriction. In view of the fundamental importance of these factors, this study aims to review the existing literature on crossbite treatments with rapid maxillary expansion and its effects on the airways. The treatment of posterior crossbite for  the maxilla atresia can be performed with some types of removable or fixed devices. When the patient has an alveolar atresia, it is indicated that he or she be treated with slow expansion. If it is a skeletal atresia, the recommended treatment is with rapid maxillary expansion (ERM). This can be carried out by means of fixed dento-muco-supported or dento supported circuit breakers, such as the Haas and Hyrax type apparatus, respectively. Maxillary expansion can cause changes in airway volume. Conical beam computed tomography (CBCT) made it possible to perform this evaluation by acquiring images of all the structures of the maxillofacial complex in volume. After this review, it is clear that most studies have methodological limitations, bias and the absence of a control group not treated with expansion, with inconsistency between the studies.

 

Keywords: Orthodontics. Crossbite. Maxillary Expansion.

Downloads

Publicado

2021-09-29

Edição

Seção

Artigos