Henipavírus: Paramixovírus Zoonóticos, Emergentes e Letais

Autores

  • Gabriela Molinari Darold Universidade de Cuiabá, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Biociência Animal. MT, Brasil.
  • Glaucenyra Cecília Pinheiro da Silva Universidade de Cuiabá, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Biociência Animal. MT, Brasil.
  • Átila Insfran Ocampos Universidade de Cuiabá, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Biociência Animal. MT, Brasil.
  • Lorraine Gabriela Trettene Unopar, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Saúde e Produção Animal. PR, Brasil.
  • Daniella Aparecida Godoi Kemper Unopar, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Saúde e Produção Animal. PR, Brasil.
  • Michele Lunardi Universidade de Cuiabá, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Biociência Animal. MT, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.17921/1415-6938.2021v25n2p136-143

Resumo

Hendra henipavírus (HeV) e Nipah henipavírus (NiV) são membros do gênero Henipavirus, pertencente à família Paramyxoviridae, sendo classificados como patógenos de nível de biossegurança 4, em função de sua alta capacidade em causar doença letal em seres humanos associada à constituição genética única, carência de terapia e profilaxia específicas. O reservatório natural destes vírus são os morcegos pertencentes ao gênero Pteropus, encontrados em regiões que se estendem do Pacífico Ocidental à Costa Leste da África. O desmatamento é um dos responsáveis pela saída dos morcegos de seus nichos ecológicos e aproximação de fazendas e vilarejos. Novos casos de infecção pelo HeV em cavalos continuam ocorrendo na Austrália, enquanto o NiV é responsável por surtos anuais em humanos, desde 2001, na Índia e Bangladesh. O NiV, em particular, possui vários recursos que destacam seu potencial como ameaça pandêmica, incluindo sua capacidade de infectar humanos diretamente, a partir de reservatórios naturais, além de uma capacidade limitada de transmissão entre seres humanos. Apesar disso, atualmente, pouco se sabe sobre os mecanismos pelos quais os morcegos abrigam vírus capazes de causar doenças tão graves em outros mamíferos terrestres. A presente revisão traz informações relevantes para o entendimento sobre a epidemiologia destas viroses, a patogenia nas espécies suscetíveis, bem como a importância destes vírus nas espécies domésticas, principalmente, nos equídeos.

Palavras-chave: Hendra Vírus. Nipah Vírus. Morcegos. Equinos. Suínos.

Abstract

Hendra henipavirus (HeV) and Nipah henipavirus (NiV) are members of the genus Henipavirus, belonging to the family Paramyxoviridae, being classified as biosafety level 4 pathogens, due to their high capacity to cause lethal disease in humans associated with their unique genetic constitution, lack of specific therapy and prophylaxis. Bats belonging to the genus Pteropus, found in regions that extend from the Western Pacific to the East coast of Africa, are natural reservoir of such viruses. Deforestation is one of the factors responsible for the bats’ leaving their ecological niches and their adaptation to farms and villages. New cases of HeV infection in horses continue to occur in Australia while NiV has been responsible for annual human outbreaks since 2001 in India and Bangladesh. NiV has several features that highlight its potential as a pandemic threat, including its ability to infect humans directly from natural reservoirs, as well as a limited capacity for transmission between humans. Despite this, little is currently known about the mechanisms by which bats harbor viruses capable of causing serious diseases in other terrestrial mammals. This review provides relevant information for understanding the epidemiology of these viruses, the pathogenesis in susceptible species, as well as the importance of these viruses in domestic species, especially in horses.

Keywords: Hendra Virus. Nipah Virus. Bats. Horses. Pigs.

Downloads

Publicado

2021-06-29

Como Citar

MOLINARI DAROLD , Gabriela; PINHEIRO DA SILVA, Glaucenyra Cecília; INSFRAN OCAMPOS, Átila; TRETTENE, Lorraine Gabriela; GODOI KEMPER, Daniella Aparecida; LUNARDI, Michele. Henipavírus: Paramixovírus Zoonóticos, Emergentes e Letais. Ensaios e Ciência C Biológicas Agrárias e da Saúde, [S. l.], v. 25, n. 2, p. 136–143, 2021. DOI: 10.17921/1415-6938.2021v25n2p136-143. Disponível em: https://ensaioseciencia.pgsscogna.com.br/ensaioeciencia/article/view/8535. Acesso em: 30 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos