Um Olhar para as Populações de Ectoparasitas em Cães com Leishmaniose Visceral Canina (LVC) em Mato Grosso do Sul – Potenciais Vetores de Transmissão para essa Doença

Autores

  • Julie Rose Nakkoud Universidade Anhanguera Uniderp, Programa de Aprimoramento em Medicina Veterinária. MS, Brasil.
  • Camila Maria dos Santos Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Programa de Doenças Infecciosas e Parasitárias. MS, Brasil.
  • Dina Regis Recaldes Rodrigues Argeropulos Aquino Universidade Anhanguera – Uniderp. MS, Brasil.
  • Alexsandra Rodrigues de Mendonça Favacho Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz Mato Grosso do Sul. MS, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.17921/1415-6938.2022v26n1p43-47

Resumo

Diante da variedade de ectoparasitos, pulgas e carrapatos têm importância como vetores e na sua constante presença causando infestações em cães, estes artrópodes durante a alimentação de um hospedeiro parasitado fazem a manutenção do ciclo do agente infeccioso. Potencialmente, se pode associar a presença desses ectoparasitas e a positividade em cães para leishmaniose. A Leishmaniose Visceral Canina (LVC) é uma zoonose endêmica no Brasil, estando presente em todas as cinco regiões do país. Com o intuito de contribuir para trabalhos posteriores na associação da presença de ectoparasitas em cães com leishmaniose, objetivou-se demonstrar a porcentagem de cães soropositivos atendidos na Clínica Veterinária da Universidade Anhanguera Uniderp, no período de 2017 a 2019, em que foram encontrados carrapatos ou pulgas durante a consulta clínica. A seleção da população canina ocorreu por conveniência, de acordo com a demanda espontânea de atendidos na Clínica Veterinária. Foram selecionados somente caninos soropositivos para Leishmaniose Visceral Canina. Foram analisadas fichas de 415 cães identificados como soropositivos a prevalência de 8,41% dos cães atendidos em consonância com outros resultados que relatam a alta prevalência da LVC na região Centro-Oeste. Neste estudo, avaliando a presença de pulgas e carrapatos, dos 415 cães soropositivos para leishmaniose a prevalência de infestação por ectoparasitos foi de 34%. Estudos sobre a presença de carrapatos e pulgas em cães positivos para leishmaniose e outras enfermidades devem ser feitos regularmente, podendo ajudar no entendimento da transmissão desses agentes e facilitar assim o controle e prevenção das doenças zoonóticas.

 

Palavras-chave: População Canina. Zoonoses. Carrapatos. Pulgas.

 

Abstract

Given the variety of ectoparasites, fleas and ticks are important as vectors and in their constant presence causing infestations in dogs; these arthropods during the feeding of a parasitized host maintain the  infectious agent cycle. It is possible to potentially associate the presence of these ectoparasites and positivity in dogs for leishmaniasis. Canine Visceral Leishmaniasis (LVC) is an endemic zoonosis in Brazil, presenting itself in all the five regions of the country. In order to contribute to further research upon associating the presence of ectoparasites in dogs with leishmaniasis, the objective was to demonstrate the percentage of positive dogs attending the Veterinary Clinic of Anhanguera Uniderp University, between 2017 and 2019, in which ticks or fleas were found during the clinical consultation. The selection of the canine population carried out based on convenience, according to spontaneous demand of those attended at the Veterinary Clinic. Only seropositive dogs for Canine Visceral Leishmaniasis were selected. Records of 415 dogs identified as seropositive were analyzed; the prevalence was 8.41% of the dogs seen, matching other results that report this high prevalence of CVL in the Midwest region. In this study presence of fleas and ticks was assessed, and in all the 415 seropositive dogs for leishmaniasis, the prevalence of ectoparasite infestation was 34%. Studies on the presence of ticks and fleas in dogs positive for leishmaniasis and other diseases should be carried out regularly, which may help in understanding the transmission of such agents and thus facilitate controlling and preventing zoonotic diseases.

 

Keywords: Canine population. Zoonoses. Ticks. Fleas.

Downloads

Publicado

2022-03-30

Edição

Seção

Artigos