Formulation Development and Characterization of Face Masks Containing Natural Pink Clay

Autores

  • Sofia Santos Donaire Chura Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde, Department of Pharmacy. MG, Brasil.
  • Osmar Patricio Almeida Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde, Department of Pharmacy. MG, Brasil.
  • Laura Maria Nunes Amaral Cardoso Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde, Department of Pharmacy. MG, Brasil.
  • Larissa Emanuely Aguilar Pereira Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde, Department of Pharmacy. MG, Brasil.
  • Mércia Letice Lozer de Amorim Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde, Department of Pharmacy. MG, Brasil
  • Valéria Macêdo Cardoso Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde, Department of Pharmacy. MG, Brasil.
  • Guilherme Carneiro Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde, Department of Pharmacy. MG, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.17921/1415-6938.2022v26n1p135-140

Resumo

A argila rosa (AR) é um material terroso macio, solto e de grão fino composto por uma mistura de partículas minerais de argila branca e vermelha, tais como hematita vermelha, sendo menos absorvente, mas uma argila muito macia. O principal objetivo foi desenvolver máscaras faciais com AR na faixa de 10 – 50 (% p/p) e caracterizar por pH, densidade relativa, viscosidade aparente e espalhabilidade. AR em pó foi submetida a esterilização por calor seco e autoclavação. Os processos de esterilização foram muito eficientes para reduzir o número de bactérias e fungos para <10 UFC/g e os patógenos E. coli, P. aeruginosa, S. aureus e C. albicans estiveram ausentes. Máscaras faciais produzidas com a AR esterilizada produziram pH ácido (4,1 - 4,7) e densidade relativa semelhante (1,06 - 1,43 g/mL). A viscosidade aparente das máscaras faciais mudou com as diferentes velocidades de rotação empregadas, diminuindo de 11.416 ± 115 cP (a 5 rpm) para 6.964 ± 156 cP (a 10 rpm) e 4.016 ± 98 cP (a 20 rpm), para a máscara facial com 30% AR, que é um indicativo do comportamento pseudoplástico. Além disso, a viscosidade das máscaras faciais aumentou à medida que a proporção de argila também aumentou de 10% para 50% (p/p) e, inversamente, a espalhabilidade diminuiu. Apesar disso, a espalhabilidade foi considerada boa, na faixa de 1,55 a 7,73 cm2. Em conjunto, os resultados indicam que a proporção intermediária de 20 ou 30% (p/p) desta AR em máscaras faciais seria mais adequada para o uso cosmético pretendido.

 

Palavras-chave: Cosméticos Funcionais. Geocosméticos. Máscaras de Argila. Pele Facial. Reologia.

 

Abstract

Pink clay (PC) is a soft, loose, fine-grained earth material composed by a mixture of particles of white and red clay minerals, such as the red hematite, and is less absorbent but a very soft clay. The main goal was to develop facial masks with PC ranging between 10 - 50 (% w/w) and characterize by pH, relative density, apparent viscosity and spreadability. PC powder was subjected to sterilization by dry heating and autoclaving. Both sterilization processes were very efficient to reduce the number of bacteria and fungi to <10 CFU/g, and the pathogens E. coli, P. aeruginosa, S. aureus and C. albicans were absent. The face masks produced with the sterilized PC yielded acidic pH (4.1 – 4.7) and similar relative density (1.06 – 1.43 g/mL). The apparent viscosity of the face masks changed with the different rotation speeds employed, decreasing from 11,416 ± 115 cP (at 5 rpm) to 6,964 ± 156 cP (at 10 rpm) and 4,016 ± 98 cP (at 20 rpm), for the 30% PC face mask, which is an indicative of the pseudoplastic behavior. Moreover, the  face masks viscosity increased as the clay proportion also increased from 10% to 50% (w/w) and, inversely, spreadability was decreased. Despite that, spreadability was considered good, in the range from 1.55 to 7.73 cm2. Taken together, the results indicate that the intermediate proportion of 20 or 30% (w/w) of this PC in the face masks would be more suitable for the intended cosmetic use.

 

Keywords: Clay Masks. Face Skin. Functional cosmetics. Geocosmetics. Minerals. Rheology.

 

Downloads

Publicado

2022-03-30

Edição

Seção

Artigos